Truques e Cortes

 

ESCOVAS DE LONGA DURAÇÃO: ESCOLHA A SUA.

A cada dia, surge uma novidade no mundo dos tratamentos de beleza para deixar seus cabelos com um liso natural e movimento. São as escovas de longa duração. Progressiva, inteligente, de chocolate, de morango, permanente... Qual é diferença de uma para a outra?
Vamos conhecer um pouco mais desta ferramenta que revolucionou o visual das brasileiras nestes últimos anos:

Escova progressiva: Pelo efeito protagonizado e durabilidade, a progressiva conquistou muitas cabeças brasileiras. Ela é indicada para cabelos ondulados. Sozinha, não alisa cabelos cacheados, mas reduz consideravelmente o volume.
Para domar cabelos crespos, é mais utilizado o relaxamento (à base de guanidina, tioglicolato de amônia ou hidróxido de sódio – leia neste blog o post Relaxamento, por que não?) e, só dez dias depois, fazer a escova, qualquer que seja o tipo escolhido.

 

A escova progressiva tem duração de cerca de três meses. O tratamento chegou à mídia, há alguns anos, envolto em polêmica por causa do uso abusivo de formol. Até 0,02% de concentração na fórmula do produto a ser aplicado é o aceitável pela Anvisa. Portanto, caso você opte pela progressiva, peça para ver o produto antes. Nada de fazer o procedimento em salão que manipula os próprios produtos, pois, então, fica impossível controlar o que está sendo usado no seu cabelo.
Para manter seu efeito, evite o uso de xampus com sal ou corantes e invista na hidratação semanal. Os produtos utilizados devem conter substâncias que mantenham a umidade natural dos fios.

Escova Inteligente: Enquanto a progressiva exige dois a três dias para a fixação do produto antes da primeira lavagem, a inteligente permite a lavagem e conclusão do tratamento em seqüência. Tem sido adotada que a primeira, por causa deste conforto. Os efeitos são parecidos, mas tem efeito mais rápido. Pela hidratação profunda que proporciona aos cabelos, a inteligente pode ser considerada mais como um tratamento, exigindo idas mais frequentes ao salão, se comparada à primeira.

Escova de Chocolate: Dentre as escovas de longa duração, é a que proporciona umas hidratações mais profundas, proporcionadas pela junção dos elementos emolientes do cacau aos da progressiva tradicional. Deve-se tomar os mesmos cuidados indicados aos cabelos que passaram pela progressiva.

Escova de Morango: Convence pelo odor mais agradável que as anteriores. Hidrata eficazmente. As altas concentrações de queratina e lipídios, presentes na sua fórmula, aliados à seiva do morango, revitalizam os fios, que ficam com brilho intenso. O efeito também é semelhante às anteriores, porém pede retoque a cada 90 dias, aproximadamente.

Um lembrete: Seja cuidadosa para evitar alergias e outros efeitos colaterais. Informe-se sobre o produto que será usado e peça para fazer a prova de toque antes da aplicação. Em caso de vermelhidão ou ardência, o melhor é não fazer uso do mesmo.

 

Cinco dicas para escolher um bom cabeleireiro



Contar com a sorte para escolher um bom cabeleireiro é como andar no escuro de olhos vendados e ter a pretensão de não cair. Quase impossível. Estes profissionais, cujos tops hoje são chamados de hairstylists, são encontrados a cada esquina. E muitos ainda não estão preparados o suficiente para proporcionar o resultado que apregoam.
O profissional a quem você confia seus cabelos deve ter boa formação, competência prática e bons recursos em seu salão. Alie-se a isso características de comportamento como comunicabilidade e até empatia para conseguir se colocar no seu lugar e compreender seus desejos. As consequências da falha num desses quesitos são os efeitos colaterais indesejados: alisou demais, cortou demais, descoloriu demais... E agora? Ninguém quer gastar tempo, dinheiro e paciência com maus resultados, não é? Por isso, anote nossas dicas:



1. Converse com o profissional.
Se ele não lhe dá atenção, não é educado, não tem presença de espírito, não transmite confiança ou parece falar outra língua, sem se importar se você compreendeu o que ele disse, dispense. Essas informações que estão implícitas no comportamento do outro são prenúncio de que a coisa não vai “rolar” ou não como deveria. Neste papo inicial, pergunte discretamente sobre a formação profissional dele. É seu direito

2. Peça para conhecer o ambiente.
Desorganização, sujeira, indisciplina com horários, falta de ética na hora de se referir às pessoas, frases de efeito ou evasivas na hora de falar sobre os produtos com os quais trabalha não passam confiabilidade. Descarte.

3. Confira os produtos!
Peça para ver os produtos que ele usaria nos seus cabelos. Algumas pessoas se sentem constrangidas nessa hora, mas pense bem se há motivos para isso. Imagine-se lá, toda entregue à habilidade dele, tendo em mente um resultado x, enquanto seus cabelos estão sendo tratados com produtos manipulados em fundo de quintal... Já vimos casos semelhantes na mídia, com consequências desastrosas. Precaução é sempre bom.



4. Qual a fama do profissional?
Este critério, muitas vezes tomado como o único, é muito importante. Se foram os cabelos de sua amiga que trouxeram você, encantada, até aquele local, ótimo. Mas não leve em conta apenas isso. O bom resultado alheio pode ser uma soma de fatores como tratamentos combinados, cuidados diários da parte dela e até o seu olhar de admiração. Para repetir os mesmos efeitos com você, o profissional deve possuir as características da dica número 1.

5. Considere seu tipo de cabelo.
O profissional que domina o cabelo afro, o que exige formação técnica e talento apurado para dar bons resultados, pode estar desatualizado ou simplesmente desacostumado a lidar com o cabelo superliso ou reto. Assim como nas outras profissões, há especialidades e técnicas que os cabeleireiros escolhem para se atualizar. É preciso se informar sobre isso.
Com nossas dicas em mãos, as chances de acertar na escolha e sair por aí arrasando aumentam muito. Aproveite!



www.propomm.webnode.com

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!